PU

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

E ele continua a dar-lhe...

Depois do 3ª lugar em 2012, Naza114, o madeirense que continua a espalhar magia pelas mesas de poker "online" e não só, surge em 1º no ranking anual de 2013, findo que está o mês de Janeiro, e com uma vantagem considerável sobre o segundo.

Uma vez mais a nossa vénia a um dos maiores nomes do poker online mundial mas que, por cá, e para a nossa imprensa local, continua, infelizmente, a passar incógnito.


Os Casinos...



http://pokerpt.com/noticias/2-actualidade/16247-estoril-sol-e-solverde-apresentam-accao-contra-o-estado.html



Será que estou a ler bem?

Os senhores dos Casinos querem “garantir o reequilíbrio financeiro dos contratos de concessão”?
Queixam-se que as receitas sofreram quebras acima dos 100 milhões de euros. Acrescentam que pagaram, mais de 120 milhões em 2011 e mais de 140 milhões em 2012, ao Estado por uma concessão até 2020 e sentem-se enganados.

Mas então o que pretendem? O alargar dessa concessão que lhes dá “despesa” e coloco as “” pois em nenhum momento fazem referência ao que ganharam. Mencionam vezes sem conta o que pagam mas sobre o que encaixam… nada. Parecem Bancos, os bandidos.

E acrescentam que vão parar de pagar ao Estado até que as receitas aumentem… ou seja, é como quem diz, que o Zé da Mercearia vai deixar de pagar os seus impostos enquanto o seu negócio não der o lucro esperado.

E o homem, que é o Presidente da Associação Portuguesa de Casinos, e como tal defende a sua mama, desculpem queria dizer dama, finaliza dizendo que deste modo, haverá falência dos
Casinos. Ora, essa que eu me lembre seria a primeira vez.

Por acaso, e já que acharam que era hora de fazer exigências querem também que os seus direitos de concessão se alarguem para o mercado online. Assim tipo, quem quiser jogar tem que nos pagar apesar de nós não sabermos o que é “Rake”, “promoções”, “estatutos VIP”, “ofertas”… pagam e pronto, porque sim e porque somos Casinos.

Um conselho aos senhores e senhoras, claro, dos Casinos (e este é de borla): Preocupem-se menos em vigiar facebooks para descobrir jogos ilegais de valores irrisórios e depois colocar a nossas forças policiais a fazer investigações de milhares de euros para rigorosamente NADA quando deviam estar a “vender espaços” para Casamentos, batizados e, quiçá, matanças do porco, usem essa energia para olhar para os jogadores como um cliente com tudo o que isso acarreta. É isso que as salas online fazem.

Aqui pelo burgo, como diz o outro, são os melhores da vossa rua… podiam ir a Londres, que até é bonito, e muito, e viam umas coisas que os casinos físicos já fazem por lá a nível da fidelização de clientes.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Pessoal interessado,

com o regresso da Full Tilt à acção, queria ter algum feedback vosso sobre a possibilidade de voltarmos aos nossos torneios online.

Para tal, agradeço que me sugiram horários e dias (durante a semana ou fim-de-semana).

Por agora é tudo.



Abraço,

P.S. - Podem deixar os vossos comentários/sugestões nas mensagens.